Uirapuru-laranja

Harodo Palo Jr.

Flor Branca, Amazônia

©CI, Enrico Bernard

Corredores Ecótonos

Ecótono é uma região de contato entre dois biomas. O Corredor Ecótonos Sul-Amazônico é uma área de alta riqueza biológica entre os biomas do Cerrado e da Amazônia e apresenta espécies típicas de ambos e também espécies endêmicas, como os macacos Sagui (Mico melanurus) e o Sagüi (Mico intermedius). Compreende a grande região que abrange o sul do Estado do Pará, sudeste do Amazonas, norte do Mato Grosso e pequenas faixas a leste de Rondônia e oeste de Tocantins.

Entre as principais ações da Conservação Internacional (CI-Brasil) no Corredor Ecótonos Sul-Amazônico está o Projeto Kayapó.  A CI-Brasil em parceria com a FUNAI, a Associação Floresta Protegida e o Instituto Raoni trabalham junto a doze comunidades Kayapó, apoiando atividades de vigilância territorial e o desenvolvimento de alternativas para geração de renda que sejam sustentáveis economicamente, socialmente e ecologicamente.

Outra ação importante da CI-Brasil dentro do Corredor Ecótonos do Sul da Amazônia é o apoio dado à criação de novas unidades de conservação (UCs). Do final de 2004 até junho de 2005, o Governo do Amazonas, em parceria com a CI-Brasil, criou na região nove unidades estaduais, que somam cerca de 2,5 milhões de hectares, distribuídos entre os municípios de Manicoré e Apuí. Estas UCs foram criadas em uma região sob pressão do desmatamento, da ocupação desordenada e grilagem de terras. Estes são os principais vetores que, desde o norte do Estado do Mato Grosso, ameaçam o equilíbrio do ecossistema local.

O Corredor Ecótonos Sul-Amazônico é composto por 28 Ucs e entre as criadas mais recentemente estão o Parque Estadual do Guariba, a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Bararati, a Reserva Extrativista do Guariba, o Parque Estadual do Sucunduri, a Floresta Estadual do Sucunduri, a Floresta Estadual do Aripuanã, a Floresta Estadual do Apuí, a Floresta Estadual de Manicoré e a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Aripuanã.

Projeto Kayapó
 
As Terras Indígenas (TI) da etnia Kayapó, localizadas na região conhecida como "Arco do Desmatamento", no sul do Estado do Pará e norte do Estado do Mato Grosso, apresentam uma rara combinação de fatores: território extenso, densidade populacional baixa e um povo que demonstra grande habilidade em defender suas fronteiras.

A CI-Brasil atua nesta área, através do Projeto Kayapó, fornecendo apoio técnico, científico e financeiro às organizações indígenas Associação Floresta Protegida e Instituto Raoni.

Rua Tenente Renato César, 78 – Cidade Jardim – CEP 30380-110

Belo Horizonte – MG – Brasil – Tel.: [31] 3261.3889

©2003 Conservation International do Brasil / Aviso Legal / Política de Privacidade