Fique por dentro

Siga nosso Twitter

Acesse nosso canal

Junte-se a nós no Facebook

Vídeo de tubarão-baleia faz sucesso na Internet

Imagens foram gravadas durante expedição científica à Indonésia e mostram novo comportamento da espécie

Jacarta, Indonésia, 19 de julho de 2012

O vídeo de um tubarão-baleia sugando um peixe de uma rede de pesca no Parque Nacional Marinho de Cendrawasih Bay, na Indonésia, virou uma sensação na internet no blog e no canal do youtube da Conservação Internacional. O vídeo que mostra este comportamento único - em que os tubarões-baleia de Cenderawasih Bay aprenderam a sugar o peixe por fora das redes de pesca - foi visto mais de um milhão de vezes no youtube nas últimas duas semanas.
No mês passado, a administração do Parque Nacional de Cendrawasih Bay, juntamente com especialistas da Conservação Internacional (CI), WWF-Indonésia, Mar Hubbs Mundial Research Institute (HSWRI) e da Universidade Estadual de Papua, realizaram a primeira expedição para colocar identificadores de rádio-freqüência nos tubarões-baleia em Cenderwasih Bay, numa área conhecida como Bird’s Head Seascape, na Indonésia. Esta é uma área marinha, com mais de 180.000 quilômetros quadrados, onde Conservação Internacional, The Nature Conservancy e World Wildlife Fund, trabalham, junto com as autoridades governamentais, organizações privadas e moradores, para conservar a diversidade e abundância da vida marinha e promover o bem-estar humano.
Amplamente utilizado nos EUA para rastreamento de animais, estes transmissores do tamanho de uma pílula são injetados sob a pele e servem como uma “carteira de identidade” permanente, e podem ser rastreados por um receptor. Isso permitirá aos cientistas saber o que aconteceu com o tubarão, cada vez que ele for encontrado.

"Essa tecnologia nunca foi utilizada antes em tubarões-baleia, em grande parte porque é quase impraticável nadar atrás desses peixes gigantes com um receptor debaixo d'água," disse Mark Erdmann, biólogo marinho participante da expedição e conselheiro sênior para o Programa Marinho da Conservação Internacional na Indonésia. "O que torna essa marcação possível em Cenderwasih Bay é o hábito desses tubarões de se alimentarem dos peixes presos nas plataformas de pescas", explica o biólogo.
 "Estes peixes gigantes podem crescer até aproximadamente 15 metros de comprimento. Para sustentar esse corpo maciço, eles têm que consumir toneladas de plâncton e pequenos peixes por dia. O comportamento desenvolvido pelos tubarões na Cenderwasih Bay é uma adaptação para atender essa necessidade de alimentação", afirma Greg Stone, cientista-chefe de Oceanos da Conservação Internacional.
  "O interesse que este vídeo tem atraído na internet é incrível e ressalta a necessidade dessas expedições para aprofundar o conhecimento dos tubarões-baleia", acrescentou Erdmann. "Apesar de toda a nossa tecnologia e ciência, sabemos muito pouco sobre o maior peixe do mundo", lamenta o cientista.
 A equipe da expedição marcou 30 indivíduos ao longo de cinco dias, a maioria eram adolescentes do sexo masculino entre 3 e 8 metros. A equipe está tentando determinar rapidamente o tamanho dessa população de tubarão-baleia recentemente descoberta na baía e monitorar os movimentos dos indivíduos na área nos próximos anos.
 "Os pescadores de Cendrawasih Bay, como na maioria das regiões da Indonésia, consideram os tubarões-baleia como sinal de boa sorte e como amigos, mas os animais excitados pela busca de alimento, acabam presos nas redes”, conta  Erdmann.

"Eles entendem o valor ecológico e econômico que os tubarões-baleia trazem por conta dos mergulhadores que vêm para vê-los na natureza. Os pescadores e as autoridades do parque estão, de forma proativa, tentando encontrar uma solução para evitar que os tubarões fiquem presos nas redes, incluindo a possibilidade de redesenhar as redes", explica o cientista.
 
Veja o vídeo e o post do blog (em inglês):
Blog:http://blog.conservation.org/2012/06/tagging-giants-studying-whale-sharks-in-cendrawasih-bay/
Video:http://www.youtube.com/watch?v=yqGYrlxWcdU&feature=plcp 
###
Para mais informações, contate:

Conservação Internacional

Assessoria de Imprensa – ASIA: Emmeline Johansen, tel: +64 4 277 793 401; Email: ejohansen.conservation@gmail.com

Assessoria de Imprensa – Brasil: Fernando Cardoso,  tel  (91) 3225-3848 / 3225-3707; cel: (91) 8135-6644; email: f.cardoso@consercavao.org

CONSERVAÇÃO INTERNACIONAL
A Conservação Internacional (CI) é uma organização privada, sem fins lucrativos, fundada em 1987 com o objetivo de promover o bem-estar humano fortalecendo a sociedade no cuidado responsável e sustentável para com a natureza – nossa biodiversidade global -, amparada em uma base sólida de ciência, parcerias e experiências de campo. Como uma organização não governamental (ONG) global, a CI atua em mais de 40 países, distribuídos por quatro continentes. Em 1988, iniciou seus primeiros projetos no Brasil e, em 1990, se estabeleceu como uma ONG nacional. Está abrindo nova sede no Rio de Janeiro e possui escritórios em Belo Horizonte-MG, Brasília-DF e Belém-PA, além de unidade avançada em Caravelas-BA. Para mais informações sobre a CI, visite www.conservacao.orgwww.conservation.org


 

Rua Tenente Renato César, 78 – Cidade Jardim – CEP 30380-110

Belo Horizonte – MG – Brasil – Tel.: [31] 3261.3889

©2003 Conservation International do Brasil / Aviso Legal / Política de Privacidade