Fique por dentro

Siga nosso Twitter

Acesse nosso canal

Junte-se a nós no Facebook

Fundo Kayapó é lançado com doação de US$ 4 milhões da CI

O fundo poderá receber ainda R$ 16, 9 milhões do Fundo Amazônia e estará aberto a novas doações para apoiar projetos de organizações indígenas no controle de suas fronteiras, denúncia a invasões, monitoramento ambiental e fomento a atividades sustentáveis

Brasília, 05 de julho de 2011

Foi aprovada pelo BNDES a criação do Fundo Kayapó, um mecanismo operacional e financeiro de longo prazo que vai apoiar projetos em cinco Terras Indígenas da etnia Kayapó (Kayapó, Baú, Menkragnoti, Badjonkôre e Capoto Jarina), localizadas no sul do Pará e norte do Mato Grosso, onde vivem, aproximadamente, 7 mil indíos.

O Fundo Kayapó será uma fonte regular de financiamento não-reembolsável e começará a operar com cerca de R$ 12,4 milhões, correspondentes à doação de aproximadamente R$ 6,2 milhões da Conservação Internacional (o equivalente a US$ 4 milhões), com recursos do seu Global Conservation Fund (GCF) provenientes da Gordon and Betty Moore Foundation, e um aporte neste mesmo valor, proveniente do Fundo Amazônia/BNDES.

O Fundo Kayapó tem como objetivo a manutenção da floresta amazônica em uma área preservada de 10,6 milhões de hectares, representando cerca de 3% do bioma amazônico. Para efeitos comparativos, é uma região equivalente à soma da Dinamarca, Suíça e Israel ou a uma área 15% superior à de Portugal.

Os Kayapó, com o apoio da Fundação Nacional do Índio (Funai), atuam na preservação das fronteiras de seus territórios, ameaçados pela pressão externa de desmatamento exercida, sobretudo, por madeireiros, garimpeiros, fazendeiros e posseiros.

Embora esta ação conjunta com órgãos competentes venha obtendo expressivo êxito, a capacidade atual dos indígenas de monitoramento e controle é ainda limitada.

Caso não seja apoiada, poderá ser insuficiente para a proteção, a longo prazo, de seus territórios, sobretudo por terem fronteiras com a BR-163, a oeste e com o denominado “Arco do Desmatamento”, ao norte, onde existem os maiores índices de desmatamento da Amazônia Legal.

“Ao evitar o desmatamento em um dos maiores trechos contínuos de floresta tropical protegida do mundo, o projeto apoiado pela Conservação Internacional contribuirá não apenas para a melhoria da qualidade de vida dos indígenas, mas, também, para a manutenção dos serviços ambientais vitais para o bem-estar humano e para a preservação de espécies consideradas ameaçadas de extinção”, afirmou Fabio Scarano, diretor-executivo da CI-Brasil. A região é de grande importância ambiental também devido à rica diversidade de seus Cerrados e Florestas de Terra Firme.

Funcionamento do fundo - Trata-se de um mecanismo operacional e financeiro de longo prazo, aberto para receber aportes de investidores em geral. O fundo terá seu capital principal aplicado seguindo política de investimento aprovada pelos doadores, e os rendimentos financeiros gerados serão utilizados para apoiar os projetos das organizações indígenas Kayapó.

“O fundo é um exemplo de parceria público privada (PPP), na medida em que reúne as organizações não governamentais (ONGs) doadoras, a Funai, o Ministério do Meio Ambiente e seus órgãos vinculados", afirmou Claudia Costa, chefe de departamento do Fundo Amazônia/BNDES.

Toda a governança e os critérios de utilização dos recursos serão estabelecidos contratualmente. Os projetos apoiados serão formulados e propostos pelas organizações indígenas, selecionadas por uma Comissão Técnica e submetidos à anuência da Funai, que integrará a Comissão. Posteriormente deverão ser aprovados por uma Comissão de Doadores. A Conservação Internacional será membro da Comissão Técnica e atuará na governança do Fundo Kayapó como membro da Comissão de Doadores.

Sobre a atuação da CI-Brasil nos territórios Kayapó - Desde 1992, a CI-Brasil implementa programas de conservação nas TI´s Kayapó, com objetivo de aumentar a capacidade dos Kayapós de controlar seu território e de proteger suas florestas de atividades ilegais e predatórias, além de promover o desenvolvimento de alternativas econômicas sustentáveis, com vistas à melhoria na qualidade de vida dos mesmos.  Desde 2006 a CI-Brasil vem trabalhando para instituir um fundo fiduciário para o apoio destas atividades em longo prazo. 
Além da CI-Brasil, o apoio financeiro de outros parceiros, incluindo a Embaixada da Noruega, o ICFC (Fundo para a Conservação do Canadá, na sigla em inglês) e o Environment Defense Fund (EDF)/Moore Foundation tem sido vital para a promoção da integridade dos territórios indígenas, fortalecimento institucional das organizações indígenas e proteção da cultura Kayapó.


Maiores informações com assessoria de imprensa da Conservação Internacional:

Gabriela Michelotti (61) 3226-2491

Rua Tenente Renato César, 78 – Cidade Jardim – CEP 30380-110

Belo Horizonte – MG – Brasil – Tel.: [31] 3261.3889

©2003 Conservation International do Brasil / Aviso Legal / Política de Privacidade